Shows & Eventos

Bangu e Barra da Tijuca recebem o Festival Ilumina Zona Oeste

Evento idealizado pelo Instituto Phi e Instituto Rio promove intervenções culturais com música, teatro, dança e oficinas aos moradores da Zona Oeste

Este ano, Bangu e Barra da Tijuca vão irradiar luz na 6ª edição do Festival Ilumina Zona Oeste, que será realizado nos dias 28 e 29 de janeiro. O evento, idealizado pelo Instituto Phi e Instituto Rio, tem o objetivo de fortalecer a rede criativa e social do território, com intensa e diversa programação cultural gratuita para a população local.

Em Bangu, o festival acontece no dia 28/01 (sábado), a partir das 14h, na Lona Cultural Municipal Areninha Carioca Hermeto Pascoal. Na abertura, o espetáculo “De Olho Na Pista – Dê a Preferência”, os heróis Super Semáforo, Mulher Multiplacas e o Agente Mirim Segurinho destacam com canções e histórias a importância do respeito às regras de trânsito. Na sequência, samba para crianças e adultos com o bloco infantil Estrelinha da Mocidade e roda de samba com o grupo Fruta no Pé.

A partir das 16h, os artistas de rua e a cultura urbana serão os protagonistas da noite. Matheus do Beat, beatboxer e rapper, comanda a abertura da festa. Leandro Raios e Bulan Graffiti fazem uma Live Paint, com a arte do grafite e uma criação ao vivo para o público.

Na sequência muita música para agitar com Rafa Leão, Daniel Soares, Flavin e a Banda Dona Zezé, artistas da zona oeste do Rio. Daniel Anzol e Marine Folha fazem intervenções culturais para valorizar a literatura nos trens.

A partir das 20h, RELICRIAS faz apresentação de dança urbana, abrindo espaço para poesia do Slam com Dorgô, de Nova Iguaçu, poeta e MC; Preta Poética, poeta e slammaster; Sabrina Azevedo, rapper; Guilherme Odin, artista independente e rapper; e para encerrar, MC Estudante, um dos grandes nomes do rap nacional.

Durante todo o evento, empreendedores locais, selecionados pelo Ilumina Zona Oeste, farão exposição de seus trabalhos e produtos na Feira de Economia Criativa de Ilumina-Bangu.

Museu do Pontal

No dia 29/01 (domingo), das 16h às 18h, o evento ocupa o Museu do Pontal, na Barra, com roda de samba. No comando, ‘As Pastoras do Aquillah’ com repertório de música brasileira que presta homenagem às matriarcas do samba, as mulheres pretas com lata d’água na cabeça, com sambas clássicos, de raiz e de roda.

Rolezinho                            

O comediante Vinícius Mello fará um ‘Rolezinho’, que percorrerá lugares tradicionais na Zona Oeste, com dicas sobre onde ir, o que fazer e o que comer. O conteúdo será divulgado nas redes sociais do Ilumina Zona Oeste.

Sobre o Ilumina Zona Oeste

Este ano o Festival Ilumina Zona Oeste é apresentado pelo Ministério do Turismo, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura e conta ainda com o patrocínio da Fábrica Carioca de Catalisadores e Instituto Cultural Vale por meio da lei federal de incentivo à cultura e Via Rio e S&P Global pelo ISS Rio.

Criado em 2017 para reunir e dar mais visibilidade às iniciativas que geram impactos positivos na cultura e no desenvolvimento social, o festival se tornou referência em evento multicultural na cidade do Rio de Janeiro. O projeto é uma criação do Instituto Rio, em parceria com o Instituto Phi, e conta ainda com o apoio de diversos artistas e parceiros independentes.

Em sua 6º edição, o Ilumina Zona Oeste expande o seu olhar da Zona Oeste carioca para Baía de Sepetiba e Oeste Metropolitano do Estado do Rio de Janeiro, promovendo as especificidades culturais e intercâmbios artísticos nessa macrorregião.

Serviço:

Ilumina Zona Oeste

Dias e Locais: 28/01 (sábado), na Lona Cultural Municipal Areninha Carioca Hermeto

Pascoal, das 14h às 21h30; 29/01 (domingo), no Museu do Pontal, das 16h às 18h.

Classificação: livre

Ficha técnica: Trilhos Produções Artísticas (realização) e Motriz SocioCultural (produção)

Informações: www.iluminazonaoeste.com.br // @iluminazonaoeste

Sobre o Instituto Phi

O Instituto Phi é uma organização não-governamental que atua assessorando indivíduos e empresas a fazer de maneira estratégica o planejamento de sua filantropia e, ao mesmo tempo, fortalecendo a gestão de projetos sociais e criando soluções inovadoras e customizadas para potencializar o Terceiro Setor. Em oito anos, o Phi já apoiou mais de 1300 projetos sociais em todo o país, movimentou mais de R$ 154 milhões para o Terceiro Setor e impactou a vida de mais de 2 milhões de pessoas.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo