Saúde & Bem Estar

Reflexologia bomba no Brasil

Duas técnicas chinesas milenares fazem cada vez mais sucesso no Brasil. São a reflexologia podal e manual. A técnica consiste em fazer pressão nas mãos e nos pés em terminações nervosas que correspondem aos órgãos do corpo. Nessa prática o terapeuta equilibra a energia de todo o corpo. “São técnicas excelentes que uso com as minhas clientes. Sempre tive muito sucesso com elas seja como terapia complementar, seja com clientes que têm enxaqueca e não querem usar alopatia entre outras coisas. Gosto muito de fazer a técnica com óleos aromáticos que escolho para cada caso,” explica a terapeuta Vera Portela do salão Tok e Retok no Méier.

Foto: divulgação

A técnica é muito usada por pessoas que têm problemas de saúde e querem tentar um tratamento alternativo. Ela alivia principalmente quadros clínicos que têm como sintoma as dores. “Uso muito para enxaqueca, gastrite, dor de cabeça simples e dor muscular. Às vezes a cliente está com tanta dor muscular numa parte do corpo que não suporta o toque direto. Então eu uso a reflexologia para aliviar sem tocar diretamente onde está a dor,” explica a terapeuta.

Outro uso da técnica é para aliviar estresse ou algum mal estar emocional como a depressão. Nesse caso o terapeuta geralmente associa a prática à aromaterapia, usando aromas que também aliviam o problema emocional da pessoa.”Hoje uso muito a técnica com minhas clientes que estão muito estressadas. Além disso, também uso para melhorar a depressão ou outros problemas emocionais. E junto faço aromaterapia pressionando os pontos com óleos aromáticos,” diz.
Mas, na detecção de doenças ou problemas de saúde, é que ela se sobressai, já que muitas vezes o problema é detectado antes dos exames clínicos. “Muitas vezes tocamos numa parte correspondente a um órgão e detectamos alguma condição clínica adversa, como pedra nos rins por exemplo. Aí avisamos a cliente e ela vai ao médico e faz os exames e comprova.” Conclui.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo