Dicas & Curiosidade

Home Office: como a cor do seu espaço pode afetar a sua produtividade

Cores como azul e verde promovem a concentração e reduzem o estresse.

O home office é uma tendência que veio para ficar depois da pandemia. Um estudo desenvolvido pela Universidade de Stanford, na Califórnia, comprovou que a produtividade dos colaboradores aumentou cerca de 13% com o formato de trabalho remoto. Isso porque, dentro de casa, os funcionários tendem a tirar menos pausas durante o expediente. Por essa razão, as pessoas viram a necessidade de transformar a casa em um ambiente acolhedor, que estimule a produtividade e o bem-estar.

As cores desempenham um papel vital no home office, influenciando diretamente a produtividade e o bem-estar. Estudos em neuroarquitetura indicam que cores como azul e verde promovem a concentração e reduzem o estresse, enquanto tons mais quentes, como amarelo, estimulam a criatividade. O equilíbrio dessas cores pode criar um ambiente que não só aumenta a eficiência do trabalho, mas também contribui para o equilíbrio emocional dos trabalhadores remotos. “Quando se trabalha em casa, é prudente evitar cores excessivamente vibrantes, como vermelho intenso, que podem gerar distrações e aumentar a fadiga visual. A preferência por cores neutras, como tons suaves de cinza e bege, cria um ambiente mais equilibrado. A neurociência mostra que cores excessivamente brilhantes podem causar fadiga e irritabilidade ao longo do tempo”, explica a arquiteta, Mariana Gontijo.

A arquiteta acrescenta que para profissionais em áreas criativas, como design gráfico ou publicidade, recomenda-se cores estimulantes, como amarelo e laranja. Essas tonalidades podem aumentar a energia e a criatividade, essenciais para tarefas que demandam inovação e originalidade. “Já em ambientes mais formais, como escritórios de advocacia ou consultoria financeira, a sobriedade é fundamental. Cores como azul e cinza transmitem profissionalismo e confiança, enquanto toques de verde podem introduzir uma sensação de frescor e harmonia”, completa.

Além das cores, é crucial considerar a iluminação natural, ergonomia do mobiliário e a presença de elementos naturais. Estudos mostram que a exposição à luz natural durante o dia está correlacionada com melhor qualidade de sono e aumento da produtividade. Incorporar plantas e elementos naturais ao ambiente de trabalho também contribui para o bem-estar emocional e cognitivo. A criação de zonas específicas para pausas pode ser benéfica, estimulando um equilíbrio saudável entre trabalho e descanso. Essas práticas, embasadas na ciência e na arquitetura, contribuem para a construção de espaços de trabalho residenciais otimizados e eficazes.

Outros fatores que devem ser levados em consideração

Ergonomia e Saúde Postural: Discutir a importância da ergonomia no home office é crucial. Móveis ajustáveis, cadeiras ergonômicas e disposição adequada dos dispositivos eletrônicos são essenciais para prevenir dores musculares e lesões posturais a longo prazo;

Acústica e Concentração: Considerar a acústica no ambiente de trabalho é igualmente relevante. Estratégias como o uso de tapetes, cortinas e materiais absorventes de som podem minimizar distrações e melhorar a concentração, especialmente em ambientes urbanos ou compartilhados;

Tecnologia e Conectividade: Garantir uma infraestrutura tecnológica robusta é crucial para um home office eficiente. Discutir a importância de uma conexão de internet estável, equipamentos atualizados e a implementação de soluções tecnológicas que facilitem a comunicação e colaboração remota é essencial;

Gestão do Tempo e Limites: Abordar a gestão do tempo e a definição de limites entre vida profissional e pessoal é crucial para evitar o esgotamento. Estratégias como estabelecer horários específicos de trabalho e criar espaços dedicados ao escritório dentro de casa podem contribuir para uma separação saudável;

Climatização e Conforto Ambiental: Falar sobre a importância do conforto ambiental, incluindo controle da temperatura, ventilação e umidade, é essencial para criar um ambiente propício ao trabalho. A neuroarquitetura destaca como esses fatores podem influenciar diretamente o desempenho cognitivo e emocional;

Promoção da Saúde Mental: Considerar estratégias para promover a saúde mental é crucial. Incentivar pausas regulares, a prática de atividades físicas e a criação de ambientes que favoreçam o relaxamento são fundamentais para combater o estresse e melhorar o bem-estar geral.

Fonte: Mariana Gontijo Couto – Arquiteta e Urbanista pela PUC Minas / Pós graduada em gestão de escritório pela PUC Minas / Especialista em projetos residenciais familiares – @criarq.im

Foto: Acervo Pessoal | Divulgação

Mostrar mais

Redação Rio Notícias

O Portal Rio Notícias é um portal onde colhemos o que há de melhor sobre entretenimento, turismo, lazer, gastronomia, música, teatro, shows e eventos pelo Rio de Janeiro e Arredores. E mais ações sociais, esporte, cultura, Saúde, Bem Estar, Moda, Estilo, cuidado com seu Pet e tudo que acontece no Rio, no Brasil e no Mundo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo