Noticias da TV

Boate Kiss: A Tragédia de Santa Maria. Documentário estreia na Globoplay!

O documentário Boate Kiss: A Tragédia de Santa Maria estreou na plataforma de streaming Globoplay nesta quinta-feira (26). Em lembrança aos dez anos do desastre que matou 242 jovens, e feriu outros 636 na cidade de Santa Maria, o documentário divido em cinco partes relata o que aconteceu. O trabalho inclui entrevistas com familiares e sobreviventes do caso, além de imagens, celulares de quem atendeu e recebeu áudios pelos serviços de emergência naquela noite.

Escrito e dirigido por Marcelo Canellas

A série foi escrita e dirigida pelo repórter da Marcelo Canellas, da TV Globo, que passou a infância e a adolescência na própria cidade, e se formou na mesma universidade federal onde estudou a maioria das vítimas.

“A ideia inicial era contar a história da Boate Kiss, tendo o julgamento como pano de fundo, imaginando que o julgamento iria chegar a um desfecho. No entanto, não houve esse desfecho porque o mesmo foi anulado. É uma história de luta de um grupo de mães, pais e sobreviventes por Justiça. E como esse sofrimento ficou sendo remoído ao longo do tempo e retornando como se fosse algo sem fim”, contou Canellas.

Outra produção ficcional

A minissérie Todo Dia a Mesma Noite, da Netflix, também estreou recentemente com cinco episódios. É uma produção ficcional com os detalhes do ocorrido, baseada no livro escrito pela jornalista Daniela Arbex.

Sobre a tragédia

No dia 27 de janeiro de 2013, uma tragédia aconteceu na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Um incêndio na boate Kiss causou a morte de mais de 230 pessoas e deixou outras centenas feridas.

O incêndio começou por volta das 2h30 da madrugada, quando a banda utilizou fogos de artifício baratos e propícios para uso em espaço aberto como parte da apresentação. Testemunhas relataram que as chamas se espalharam rapidamente devido ao uso de fogos de artifício dentro do estabelecimento. A fumaça tóxica e a falta de saídas de emergência adequadas também contribuíram para o alto número de vítimas.

A maioria morreu sufocada pela fumaça, enquanto outras foram pisoteadas na tentativa de sair do estabelecimento. A capacidade da boate era de apenas 690 pessoas, no entanto, havia mais de mil pessoas presentes naquela noite.

A falta de medidas de segurança adequadas foi apontada como a principal causa do incêndio. A boate não tinha licença para funcionar e as saídas de emergência estavam bloqueadas. Além disso, os extintores de incêndio não estavam em condições de uso.

O incidente causou comoção nacional e internacional e levou a uma reflexão sobre a segurança em estabelecimentos públicos e privados no Brasil. Muitas boates e casas noturnas foram fechadas e as normas de segurança foram revistas e fortalecidas em todo o país.

As famílias das vítimas e os sobreviventes do incêndio enfrentaram longos processos de luto e recuperação. A casa noturna permaneceu fechada após o incêndio e nunca mais reabriu.

O estado do Rio Grande do Sul promulgou leis para garantir a segurança de estabelecimentos públicos e privados. O julgamento dos acusados ​​da tragédia durou quase nove anos e foi concluído em dezembro de 2021. Porém, em agosto do ano passado, o resultado foi anulado e encaminhado para novo julgamento, sem data prevista para acontecer. O Ministério Público entrou com dois recursos contra a anulação em questão.

Reflexão sobre segurança em estabelecimentos

Em resumo, o incêndio na boate Kiss foi uma tragédia que poderia ter sido evitada. A falta de medidas de segurança adequadas, a negligência dos proprietários e funcionários, e a falta de regulamentação e fiscalização por algumas autoridades foram os principais fatores que levaram a esse incidente. É vital que a lição desta tragédia seja aprendida para garantir a segurança de todos em estabelecimentos públicos no futuro, e que haja uma maior responsabilidade e transparência por parte dos proprietários e responsáveis pelo estabelecimento, além de maior fiscalização e regulamentação por parte dos órgãos públicos.

O que é Globoplay?

A Globoplay é uma plataforma de streaming de vídeo pertencente à empresa brasileira Globo. Ela oferece uma ampla variedade de conteúdos, incluindo séries, novelas, documentários, programas de entretenimento e filmes. Além disso, também transmite ao vivo alguns programas da Globo, como o Jornal Nacional e o Fantástico.

A plataforma é acessível via navegador web ou através de aplicativos para dispositivos móveis e Smart TVs. Os usuários podem escolher entre assinar o serviço mensalmente ou assistir a alguns conteúdo com propagandas.

A plataforma tem um catálogo de conteúdos exclusivos e atraindo um grande público no Brasil, onde a Globo é uma das principais redes de televisão do país. Além disso, ela tem investido em produções próprias, como séries e documentários originais, para aumentar a oferta de conteúdos exclusivos.

Mostrar mais

Pedro Carvalho

Mercado da bola, notícias e opiniões!

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo